Rango (EUA, 2011): bela animação para debater sobre controle d´água, "escassez", desigualdade e poder










Ficha técnica

  • Título: Rango (Original)
  • Ano produção: 2011
  • Dirigido por Gore Verbinski
  • Estreia no Brasil: 9 de Março de 2011
  • Duração 107 minutos
  • Gênero: Animação
  • Países de Origem: EUA

Sinopse:

Rango (Johnny Depp) é um camaleão da cidade grande que vai parar no velho oeste. A questão toda é que ele estava acostumado a boa vida "camuflada" de animal de estimação e, agora, a história real é muito diferente, fazendo com que ele tenha que enfrentar inimigos que não estava acostumado para se manter vivo.

FONTE: Filmnow


"Se controlar a água, você controla tudo." (prefeito de Poeira) 





Contaminação, perigo e risco ambiental na sociedade contemporânea



Serão exibidas diversas animações que tratam sobre a contaminação ambiental. 

Após a exibição, abriremos para o debate.

Bibliografia sugerida:


  • BECK, Ulrich. Sociedade de risco: rumo a uma outra modernidade.
  • DOUGLAS, Mary. Pureza e perigo. 
  • GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. 
  • SILVA, Gláucia Oliveira da. Angra I e a melancolia de uma era: um estudo sobre a construção social do risco. Ni­terói, RJ: EdUFF, 1999. 

Bye bye Brasil (Cacá Diegues, Brasil, 1980)

Pais: Brasil
Ano: 1980
Direção: Carlos Diegues
Roteiro: Carlos Diegues, Leopoldo Serran
Elenco: Betty Faria, Fábio Júnior, Jofre Soares, José Wilker, Marieta Severo, Príncipe Nabor, Zaira Zambelli
Trilha Sonora: Chico Buarque de Hollanda, Dominguinhos, Roberto Menescal
Duração: 100 min.





Sobre o filme:
       Salomé (Betty Faria), Lorde Cigano (José Wilker) e Andorinha (Príncipe Nabor) são três artistas mambembes que cruzam o interior profundo do Brasil com a Caravana Rolidei, fazendo espetáculos para pessoas humildes e autoridades locais, em lugares onde a televisão começa a fazer parte do cotidiano popular. A eles se juntam o acordeonista Ciço (Fábio Júnior) e sua esposa, Dasdô (Zaira Zambelli). Com dificuldades para atrair plateias cada vez mais seduzidas pelos programas de TV, os artistas da Caravana Rolidei partem, via Transamazônica, rumo a Altamira (Pará), com a esperança de encontrar a prosperidade e o tão sonhado público.
Com canção-tema homônima ao filme composta por Chico Buarque, “Bye Bye Brasil” venceu na categoria Melhor Diretor e ganhou o Prêmio Coral Especial no Festival de Havana de 1980, além de ter sido indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1890.
















Chico Buarque - Bye, bye, Brasil (1980)





Chico Mendes - cartas da Floresta (Sessão especial do Cineclube, na Jornada Memória, Justiça e Verdade)


Como parte das atividades da Jornada Memória, Justiça e Verdade, promovida pela Comissão da Verdade do Rio e a UFF, no dia 10 de outubro às 14 horas realizaremos uma sessão especial do Cineclube SocioAmbiental Campos para  abordar o tema ditadura militar e ambientalização das lutas pela terra

            Na ocasião exibiremos o documentário Chico Mendes - Cartas da Floresta (Dulce Queiroz, Brasil, 2009).


Após o filme haverá debate. 

A entrada é livre e gratuita.

Haverá entrega de certificados para os participantes.
Data: 10/10/13 - (5a. feira) – 14.00h
Local: Sala Multiuso (Prédio novo, 2o. andar) - PUCG/UFF

Estão todos convidados!

Leituras para apoiar o debate:

  • IANNI, Octávio. Ditadura e agricultura: o desenvolvimento do capitalismo na Amazônia 1964-1968. 1 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979. 1 vol

Vídeo sobre o ciclo da borracha na Amazônia

O veneno está na mesa - Um filme de Silvio Tendler (Brasil, 2011)

   Temos o prazer de convidá-los para mais uma sessão do nosso Cineclube, com a exibição do documentário “O Veneno está na Mesa” (Brasil, 2011) dirigido por Silvio Tendler. 

   
   Depois do filme, como sempre, debate. Contaremos com a participação do Prof. Marco Malagodi (Depto. de Geografia/ESR/UFF), como debatedor.

A exibição será na sala Multiuso, prédio novo do PUCG, na quinta-feira 1 de agosto, às 14.30 h.

Local: sala Multiuso (prédio novo - 2o. andar), no Pólo Universitário de Campos de Goytacazes (PUCG/UFF). 

Esperamos vocês!


FICHA TÉCNICA
NOME ORIGINAL: O veneno está na mesa
PAÍS DE ORIGEM: Brasil
GÊNERO: Documentário
DURAÇÃO: 50 min
ANO: 2011
DIREÇÃO: Silvio Tendler

Sinopse
O filme vem mostrar como estamos nos alimentando mal por conta de um modelo agrário baseado no agronegócio. O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para toda a população do campo e das cidades, que consomem os produtos agrícolas com agrotóxicos.




* * *

Entrevista com Silvio Tendler no Jornal Brasil de Fato:

O brasileiro come veneno

O documentarista Silvio Tendler fala sobre seu filme/denúncia contra os rumos do modelo adotado na agricultura brasileira

As Hiper Mulheres (Brasil, 2011) - O Cineclube na SEDA 2013

           No mês de julho o Cineclube SocioAmbiental Campos se soma às atividades da SEDA 2013, dias 17 e 18, a partir das 18h, na sala de cinema no Centro de Convenções da Uenf.



SEDA 2013 no Facebook:
https://www.facebook.com/events/184210301747718/


Gostariamos de ressaltar a exibição de As Hiper Mulheres (Brasil, 2011) na quarta-feira 17, às 20h. Compareçam!

Ficha Técnica:
Título no Brasil:  As Hiper Mulheres
Título Original:  As Hiper Mulheres
País de Origem:  Brasil
Direção: Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro
Roteiro: Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro
Produção: Carlos Fausto, Vincent Carelli
Fotografia: Takumã Kuikuro
Trilha Sonora: Mulheres Kuikuro
Duração: 80 min.
Gênero:  Documentário
Estreia: 07/06/2013

FONTE: Cinema Detalhado



Belo Monte: anúncio de uma guerra (Brasil, 2012) - DEBATE sobre Água, conflitos e grandes projetos de infraestrutura no CONFICT V


    Convidamos você para mais uma sessão do Cineclube SocioAmbiental Campos com exibição do filme-documentário  "Belo Monte: anúncio de uma guerra" (Brasil, 2012).

     


Por ocasião da realização do V Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica (V CONFICT) a sessão será realizada na Sala de Cinema da UENF.

    Contaremos com a participação dos professores Ronaldo Novelli (UENF) e Maria do Socorro Bezerra de Lima (UFF) como debatedores.

Esperamos você!

Data: 05/06/13 - (4a. feira) – 19.00h


Local:  Sala de Cinema do Centro de Convenções da UENF (Campos dos Goytacazes, RJ)



Sinopse:

Documentário sobre a maior obra de engenharia do país da atualidade, na qual depoimentos a favor e contra Belo Monte apontam para um desastre do ponto de vista ambiental, econômico e social.


Belo Monte é uma usina hidrelétrica que o governo pretende instalar no coração da Amazônia, na Volta Grande do rio Xingu na cidade de Altamira, Pará. O documentário “Belo Monte, Anúncio De Uma Guerra” é um projeto independente e coletivo a respeito desta obra, que foi filmado durante 3 expedições à região do rio Xingu. Trata-se de material riquíssimo sobre os bastidores da mais polêmica obra planejada no Brasil, com imagens de alto impacto e entrevistas com os principais envolvidos na obra, incluindo lideranças indígenas (como o Cacique Raoni e Megaron), o Procurador da República (Dr. Felício Pontes), o Presidente da FUNAI (Márcio Meira) e políticos locais a favor da construção da Usina.

Ficha técnica:

Direção: André D’Elia
País: Brasil
Gênero: Documentário
Duração: 100 minutos
Empresa produtora: Cinedelia


Acompanhe os conflitos em Belo Monte

Para saber mais sobre grandes projetos hidrelétricos e seus impactos sociais e ambientais negativos veja:




Mataram Irmã Dorothy (2008) - DEBATE sobre território e violência

 "Na noite do dia 25 de janeiro deste ano (2013), o coordenador do MST, Cícero Guedes dos Santos, de 48 anos, recebeu um telefonema em seu celular. Saiu do assentamento Luiz Maranhão, nas terras da extinta Usina Cambayba, em Campos dos Goytacazes, Norte do Estado, para encontrar o interlocutor. Não retornou. Seu corpo foi encontrado no dia seguinte nas terras da mesma usina, crivado de balas. Ele foi assassinado com 10 tiros." 

Fonte: Campos-RJ: violência eleva tensão nos assentamentos do MST - Continuar lendo

O Cineclube Socioambiental Campos se soma à onda de perplexidade, dor e indignação perante o assassinato do Cícero e convida todos para o debate sobre violência e território a ser realizado na terça-feira 5 de março, as 14.00 h. 


 
Sera exibido o documentário
Mataram Irmã Dorothy



FICHA TÉCNICA
Diretor: Daniel Junge
Duração: 94 min.
Ano: 2008
País: EUA
Gênero: Documentário





       
SINOPSE: Em fevereiro de 2005, a irmã Dorothy Stang, de 73 anos, foi brutalmente assassinada. Ativista na defesa do meio ambiente e das comunidades carentes exploradas por madeireiros e donos de terra na Amazônia, a freira americana foi morta com seis tiros no interior do Pará. O documentário revela os bastidores do julgamento dos assassinos de Dorothy e investiga as razões de sua morte. (Fonte: Cineclick)











SONHOS (1990), de Akira Kurosawa


Direção: Akira Kurosawa e Inoshiro Honda
Nome Original: Yume
Duração: 1h 59min
Ano: 1990
País: Japão / EUA





Debatedor: Martins Virtuoso (ESR/PUCG/UFF)



SINOPSE:
         São oito segmentos.  No primeiro, "A Raposa", uma criança é avisada pela mãe que não deveria ir à floresta quando há chuva e sol, pois é a época do acasalamento das raposas, que gostam de serem observadas. Mas ele desobedece os conselhos e observa as raposas, atrás de uma árvore. Ao retornar para casa sua mãe não o deixa entrar e lhe entrega um punhal, dizendo que como ele havia contrariado a raposa ele deveria se matar, mas ela sugere algo que pode remediar a situação.  Na segunda, "O Jardim dos Pessegueiros", o irmão mais novo de uma família, ao servir chá para as irmãs, depara com uma moça que foge. Indo ao seu encalço, nota que ela é uma boneca e depara com os pessegueiros da sua casa totalmente cortados, restando só tocos. Os espíritos dos pessegueiros surgem para ele e, em uma dança melancólica, dizem que as bonecas são colocadas para enfeitar e festejar a florada dos pessegueiros, mas como eles não mais existem naquela casa não fazia sentido a presença das bonecas. 



     Na terceira, "A Nevasca", o líder de uma expedição, junto com seu grupo, se vê em meio a uma nevasca. Eles sucumbem a nevasca, mas repentinamente surge uma linda mulher que envolve o líder com uma echarpe prata. Ele percebe que ela é a morte, que se transforma em uma horrenda figura, então ele vê que está próximo do acampamento e tenta acordar os companheiros, mas não consegue. Ouve então uma corneta, indicando que o acampamento está mais próximo do que imagina. 
    No quarto, "O Túnel", ao entrar em um túnel o capitão de um exército é surpreendido por um cão, que ladra para ele. Atravessa então o túnel em curtos passos. Na saída ouve alguém caminhar e depara com um dos seus soldados morto em combate, que pensa não estar mor.to. 
    No quinto conto, "Corvos", um jovem pintor, ao observar as pinturas de Van Gogh, entra dentro dos quadros e se encontra com o pintor, que indaga por qual razão ele não está pintando se a paisagem é incrível, pois isto o motiva a pintar de forma frenética. 
    No sexto conto, "Monte Fuji em Vermelho", o Fuji entra em erupção ao mesmo tempo ocorre um incêndio em uma usina nuclear, provocado por falha humana. É desprendida no ar uma nuvem de radiação. Um homem relata ser um dos responsáveis pela tragédia e diz preferir a morte rápida de um afogamento à lenta provocada pela radiação. 
     No sétimo, "O Demônio Chorão", ao caminhar um viajante encontra um demônio, que lamenta ter sido um homem ganancioso e, como muitos, transformou a terra em um lastimável depósito de resíduos venenosos.
     No último, "Povoado dos Moinhos", um viajante chega à um lugarejo conhecido por muitos como Povoado dos Moinhos. Lá não há energia elétrica e tampouco urbanização. Um idoso, ao ser indagado, relata que os inventos tornam as pessoas infelizes e que o importante para se ter uma boa vida é ser puro e ter água limpa.
           

FONTE:

PARA SABER MAIS: