28 de out de 2016

DEFENSORXS - (Brasil, 2015) - sobre violação de direitos humanos e resistências sociais

Na próxima terça-feira 1 de novembro, sempre às 14.30 horas na sala Multiuso da UFF Campos exibiremos o documentário DefensorXs, gentilmente cedido pelo seus produtores.




Estão todxs convidadxs a um debate que hoje, mais do que nunca, é imprescindível! 


SINOPSE:


Nas cinco regiões do Brasil, homens e mulheres defendem a justiça social: a garantia dos direitos fundamentais para todos os humanos. Em capítulos, DEFENSORXS ativa a indignação dos lutadores sociais, mas também a potência que faz avançar as reivindicações dos mais oprimidos. 







Dos mesmos realizadores de 'COM VANDALISMO'
Documentário I 90 min
Uma produção Nigéria (facebook.com/coletivoNigeria)

APOIO 
Plataforma DHesca
Intervozes
MNDH
Justiça Global
Fundo Brasil de Direitos Humanos
Fundação Boell
ADUFC Sindicato



Clique aqui:  Relatório Direitos Humanos no Brasil 2015 para baixar o relatório

25 de set de 2016

Sangue no celular (Frank Poulsen, Dinamarca, 2010) - Sobre celulares, minérios e guerra

O Cineclube SocioAmbiental Campos está de volta!!!!  






Amamos nossos celulares, mas sua produção tem um lado obscuro. Nos últimos 15 anos, a guerra civil no Congo matou cerca de cinco milhões de pessoas.









Para entender o filme clique aqui (texto de
 Francisco Roland Di Biase, 
Global Research - 26 de Janeiro de 2012)


E mais:
A terceira pilhagem do Congo (Le Monde Diplomatique Brasil, 2011)



TRAILER:

21 de jul de 2015

Rango (EUA, 2011): bela animação para debater sobre controle d´água, "escassez", desigualdade e poder










Ficha técnica

  • Título: Rango (Original)
  • Ano produção: 2011
  • Dirigido por Gore Verbinski
  • Estreia no Brasil: 9 de Março de 2011
  • Duração 107 minutos
  • Gênero: Animação
  • Países de Origem: EUA

Sinopse:

Rango (Johnny Depp) é um camaleão da cidade grande que vai parar no velho oeste. A questão toda é que ele estava acostumado a boa vida "camuflada" de animal de estimação e, agora, a história real é muito diferente, fazendo com que ele tenha que enfrentar inimigos que não estava acostumado para se manter vivo.

FONTE: Filmnow


"Se controlar a água, você controla tudo." (prefeito de Poeira) 





11 de out de 2014

Contaminação, perigo e risco ambiental na sociedade contemporânea



Serão exibidas diversas animações que tratam sobre a contaminação ambiental. 

Após a exibição, abriremos para o debate.

Bibliografia sugerida:


  • BECK, Ulrich. Sociedade de risco: rumo a uma outra modernidade.
  • DOUGLAS, Mary. Pureza e perigo. 
  • GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. 
  • SILVA, Gláucia Oliveira da. Angra I e a melancolia de uma era: um estudo sobre a construção social do risco. Ni­terói, RJ: EdUFF, 1999. 

19 de mai de 2014

Bye bye Brasil (Cacá Diegues, Brasil, 1980)

Pais: Brasil
Ano: 1980
Direção: Carlos Diegues
Roteiro: Carlos Diegues, Leopoldo Serran
Elenco: Betty Faria, Fábio Júnior, Jofre Soares, José Wilker, Marieta Severo, Príncipe Nabor, Zaira Zambelli
Trilha Sonora: Chico Buarque de Hollanda, Dominguinhos, Roberto Menescal
Duração: 100 min.





Sobre o filme:
       Salomé (Betty Faria), Lorde Cigano (José Wilker) e Andorinha (Príncipe Nabor) são três artistas mambembes que cruzam o interior profundo do Brasil com a Caravana Rolidei, fazendo espetáculos para pessoas humildes e autoridades locais, em lugares onde a televisão começa a fazer parte do cotidiano popular. A eles se juntam o acordeonista Ciço (Fábio Júnior) e sua esposa, Dasdô (Zaira Zambelli). Com dificuldades para atrair plateias cada vez mais seduzidas pelos programas de TV, os artistas da Caravana Rolidei partem, via Transamazônica, rumo a Altamira (Pará), com a esperança de encontrar a prosperidade e o tão sonhado público.
Com canção-tema homônima ao filme composta por Chico Buarque, “Bye Bye Brasil” venceu na categoria Melhor Diretor e ganhou o Prêmio Coral Especial no Festival de Havana de 1980, além de ter sido indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1890.
















Chico Buarque - Bye, bye, Brasil (1980)





6 de out de 2013

Chico Mendes - cartas da Floresta (Sessão especial do Cineclube, na Jornada Memória, Justiça e Verdade)


Como parte das atividades da Jornada Memória, Justiça e Verdade, promovida pela Comissão da Verdade do Rio e a UFF, no dia 10 de outubro às 14 horas realizaremos uma sessão especial do Cineclube SocioAmbiental Campos para  abordar o tema ditadura militar e ambientalização das lutas pela terra

            Na ocasião exibiremos o documentário Chico Mendes - Cartas da Floresta (Dulce Queiroz, Brasil, 2009).


Após o filme haverá debate. 

A entrada é livre e gratuita.

Haverá entrega de certificados para os participantes.
Data: 10/10/13 - (5a. feira) – 14.00h
Local: Sala Multiuso (Prédio novo, 2o. andar) - PUCG/UFF

Estão todos convidados!

Leituras para apoiar o debate:

  • IANNI, Octávio. Ditadura e agricultura: o desenvolvimento do capitalismo na Amazônia 1964-1968. 1 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979. 1 vol

Vídeo sobre o ciclo da borracha na Amazônia

26 de jul de 2013

O veneno está na mesa - Um filme de Silvio Tendler (Brasil, 2011)

   Temos o prazer de convidá-los para mais uma sessão do nosso Cineclube, com a exibição do documentário “O Veneno está na Mesa” (Brasil, 2011) dirigido por Silvio Tendler. 

   
   Depois do filme, como sempre, debate. Contaremos com a participação do Prof. Marco Malagodi (Depto. de Geografia/ESR/UFF), como debatedor.

A exibição será na sala Multiuso, prédio novo do PUCG, na quinta-feira 1 de agosto, às 14.30 h.

Local: sala Multiuso (prédio novo - 2o. andar), no Pólo Universitário de Campos de Goytacazes (PUCG/UFF). 

Esperamos vocês!


FICHA TÉCNICA
NOME ORIGINAL: O veneno está na mesa
PAÍS DE ORIGEM: Brasil
GÊNERO: Documentário
DURAÇÃO: 50 min
ANO: 2011
DIREÇÃO: Silvio Tendler

Sinopse
O filme vem mostrar como estamos nos alimentando mal por conta de um modelo agrário baseado no agronegócio. O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para toda a população do campo e das cidades, que consomem os produtos agrícolas com agrotóxicos.




* * *

Entrevista com Silvio Tendler no Jornal Brasil de Fato:

O brasileiro come veneno

O documentarista Silvio Tendler fala sobre seu filme/denúncia contra os rumos do modelo adotado na agricultura brasileira

14 de jul de 2013

As Hiper Mulheres (Brasil, 2011) - O Cineclube na SEDA 2013

           No mês de julho o Cineclube SocioAmbiental Campos se soma às atividades da SEDA 2013, dias 17 e 18, a partir das 18h, na sala de cinema no Centro de Convenções da Uenf.



SEDA 2013 no Facebook:
https://www.facebook.com/events/184210301747718/


Gostariamos de ressaltar a exibição de As Hiper Mulheres (Brasil, 2011) na quarta-feira 17, às 20h. Compareçam!

Ficha Técnica:
Título no Brasil:  As Hiper Mulheres
Título Original:  As Hiper Mulheres
País de Origem:  Brasil
Direção: Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro
Roteiro: Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro
Produção: Carlos Fausto, Vincent Carelli
Fotografia: Takumã Kuikuro
Trilha Sonora: Mulheres Kuikuro
Duração: 80 min.
Gênero:  Documentário
Estreia: 07/06/2013

FONTE: Cinema Detalhado



2 de jun de 2013

Belo Monte: anúncio de uma guerra (Brasil, 2012) - DEBATE sobre Água, conflitos e grandes projetos de infraestrutura no CONFICT V


    Convidamos você para mais uma sessão do Cineclube SocioAmbiental Campos com exibição do filme-documentário  "Belo Monte: anúncio de uma guerra" (Brasil, 2012).

     


Por ocasião da realização do V Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica (V CONFICT) a sessão será realizada na Sala de Cinema da UENF.

    Contaremos com a participação dos professores Ronaldo Novelli (UENF) e Maria do Socorro Bezerra de Lima (UFF) como debatedores.

Esperamos você!

Data: 05/06/13 - (4a. feira) – 19.00h


Local:  Sala de Cinema do Centro de Convenções da UENF (Campos dos Goytacazes, RJ)



Sinopse:

Documentário sobre a maior obra de engenharia do país da atualidade, na qual depoimentos a favor e contra Belo Monte apontam para um desastre do ponto de vista ambiental, econômico e social.


Belo Monte é uma usina hidrelétrica que o governo pretende instalar no coração da Amazônia, na Volta Grande do rio Xingu na cidade de Altamira, Pará. O documentário “Belo Monte, Anúncio De Uma Guerra” é um projeto independente e coletivo a respeito desta obra, que foi filmado durante 3 expedições à região do rio Xingu. Trata-se de material riquíssimo sobre os bastidores da mais polêmica obra planejada no Brasil, com imagens de alto impacto e entrevistas com os principais envolvidos na obra, incluindo lideranças indígenas (como o Cacique Raoni e Megaron), o Procurador da República (Dr. Felício Pontes), o Presidente da FUNAI (Márcio Meira) e políticos locais a favor da construção da Usina.

Ficha técnica:

Direção: André D’Elia
País: Brasil
Gênero: Documentário
Duração: 100 minutos
Empresa produtora: Cinedelia


Acompanhe os conflitos em Belo Monte

Para saber mais sobre grandes projetos hidrelétricos e seus impactos sociais e ambientais negativos veja: